Qualifying de Idanha-a-Nova fica sem portugueses na segunda ronda

O Circuito Internacional de Ténis de Idanha-a-Nova II ficou esta segunda-feira sem a presença de tenistas portugueses na fase de qualificação. Na segunda de três rondas que compõem o qualifying, os tenistas da casa que ainda lutavam por um lugar no quadro principal foram todos derrotados.

Nono cabeça de série, Fábio Coelho (1010.º ATP) foi o primeiro a despedir-se. O tenista luso cedeu em dois sets para o francês Raphael Lambling (1835.º), pelos parciais de 6-4 e 6-2. Pouco depois, Manuel Almeida também acabou eliminado da competição, na sequência de um desaire por 6-2 e 7-6[0] diante do israelita Yasha Zemel (1066.º).

Após um arranque de jornada nada favorável para as cores nacionais, Gonçalo Falcão (1294.º) e Eduardo Morais jogaram os segundos encontros dos Courts 1 e 3, respetivamente. Os atletas lusos foram em busca de trazer as primeiras vitórias para a comitiva portuguesa, mas seguiram pelo mesmo caminho de Coelho e Almeida. Falcão, décimo cabeça de série, foi derrotado pelo francês Robin Bertrand (1982.º), por 6-4 e 6-3, ao passo que Morais cedeu para o russo Egor Noskin (1019.º), terceiro cabeça de série, por 6-4 e 6-4.

Com quatro desaires em outros tantos jogos a envolver tenistas da casa, os últimos a ter a chance de mudar alguma coisa foram Daniel Batista (1517.º) e Illia Stoliar, que também não foram felizes. O primeiro cedeu para Alejandro Moro Canas (1163.º) por 7-6[5] e 6-3, ao passo que o segundo perdeu por 6-2 e 6-4 com o britânico Daniel Little (1453.º).

Total
0
Shares
Total
0
Share