Qualifying do US Open vai ser disputado à porta fechada

Contrariamente aos quadros principais, que poderão receber lotação máxima, a fase de qualificação do US Open será realizada à porta fechada, sem a presença de público. De acordo com o New York Post, estas medidas têm o intuito de salvaguardar os jogadores participantes e evitar o contacto com os espetadores antes da ronda inaugural, tradicional período de adaptação ao piso e ao clima nova-iorquino.

Os dias dedicados à disputa das três rondas prévias marcavam um arranque em pleno do último Major da época, já que a entrada gratuita motivava a grande afluência ao USTA Billie Jean King National Tennis Centere a programação culminava no popular Arthur Ashe Kids Day, na véspera do início da competição principal do US Open.

Assim que os quadros principais arrancarem, a 30 de agosto, a capacidade máxima será reposta em Flushing Meadows, um ano após a edição atípica sem a alegria do público: o Arthur Ashe Stadiummaior estádio de ténis do globo –, vai poder acolher 23.200 pessoas nas bancadas; o Louis Armstrong Stadium receberá um máximo de 14.000 espetadores e o Grandstandtem permissão para contar com os 8.125 lugares ocupados.

O público, devidamente vacinado contra a covid-19, terá de utilizar obrigatoriamente a máscara nos espaços fechados do complexo, sendo os dois principais estádios considerados espaços abertos (mesmo com a cobertura fechada) devido aos sistemas de ventilação de alta tecnologia.


Total
2
Shares
Total
2
Share