Elena-Gabriela Ruse estraga a festa alemã e conquista primeiro título WTA em Hamburgo

Andrea Petkovic estava de regresso a uma final WTA pela primeira vez desde 2015 e com o objetivo de vencer pela primeira vez em casa, depois de ter sido vice-campeã em Nuremberga, em 2013. Na 12.ª final da carreira, a tenista de 33 anos acabou por não conseguir superar a romena Elena-Gabriela Ruse, dez anos mais nova, que furou a fase de qualificação no início da semana e só saiu de Hamburgo com o troféu de campeã, depois de vencer por 7-6[6] e 6-4.

A número 198 mundial, que durante a semana deixou pelo caminho nomes como Danielle Collins Dayana Yastremska, foi a primeira a chegar ao break logo no terceiro jogo, mas Petkovic respondeu de imediato e voltou a igualar. Na reta final do set, Petkovic dispôs do primeiro set point na resposta, mas não capitalizou e o parcial seguiu para o tiebreak. A germânica, número 130 do ranking, voltou a ter um set point, desta feita ao serviço, mas voltou a desperdiçar e Ruse aproveitou para se adiantar no marcador.

Em desvantagem perante a tenista romena, que chegou inclusive a pedir um medical timeout nos últimos momentos do primeiro parcial, Petkovic entrou de forma perfeita na segunda partida. A alemã quebrou o serviço de Ruse por duas vezes para se adiantar por 3-0, mas não conseguiu dar seguimento ao bom momento e perdeu seis dos sete jogos seguintes para ficar com a medalha de prata pela sexta vez nas 12 finais que disputou.

O primeiro título WTA conquistado em outras tantas finais vai valer a Elena-Gabriela Ruse um grande salto no ranking mundial. A tenista de 23 anos vai subir 65 lugares e atingir a 133.ª posição, o melhor registo de carreira. Quanto a Andrea Petkovic, a experiente tenista alemã vai regressar ao top 100 apesar do desaire. A ex-número nove mundial tem a subida de 34 lugares garantida e vai ocupar o 96.º lugar na próxima segunda-feira.

Total
1
Shares
Total
1
Share