Com drama e muito coração, Shapovalov faz jus ao potencial e chega às meias-finais de Wimbledon

Aos 22 anos, Denis Shapovalov qualificou-se pela primeira vez na carreira para as meias-finais de um torneio do Grand Slam ao sobreviver a uma emocionante batalha contra Karen Khachanov, que derrotou com os parciais de 6-4, 3-6, 5-7, 6-1 e 6-4 depois de 3h28.

Destinado a grandes feitos desde que derrotou Rafael Nadal rumo às meias-finais do Masters 1000 do Canadá, Shapovalov voltou a contar com o enorme poder de fogo de que dispõe (nas quatro rondas que disputou, porque teve bye na segunda eliminatória, disparou 214 winners) para inverter uma desvantagem de dois sets a um e tornar-se no semifinalista mais novo em Wimbledon desde Andy Murray, em 2009.

Para ir um passo mais longe e alcançar a primeira final em torneios do Grand Slam, Denis Shapovalov terá de passar pelo maior desafio da atualidade: Novak Djokovic, número um mundial que seguiu de pedra e cal para a meia-final número 41 da carreira em “Majors” com mais uma vitória autoritária.

Total
5
Shares
Total
5
Share