London calling: Korda surpreende, Shapovalov sobrevive a maratona e Kerber, Gauff e Kostyuk vencem em dia de chuva

Peter Van den Berg-USA TODAY Sports/Sipa USA

London calling é o resumo diário que o Raquetc prepara sobre a ação que aconteceu nos courts do All England Club. A chuva voltou a aparecer esta terça-feira e atrasou novamente a conclusão da primeira ronda de singulares, pelo que a organização da prova decidiu encurtar os embates das primeiras duas rondas de pares masculinos para tentar recuperar o tempo perdido. Vai faltar à chamada?

Apesar da presença da chuva, ainda houve muita ação em Wimbledon. Logo para começar o dia, antes que as primeiras gotas de água aparecessem, Daniel Evans deu a primeira alegria do dia ao público. O britânico bateu Feliciano López por 7-6[4], 6-2 e 7-5 e apurou-se para a segunda ronda, onde vai defrontar Dusan Lajovic. O sérvio sobreviveu a uma das maratonas do dia e derrotou Gilles Simon em três horas e 57 minutos, com os parciais de 6-4, 7-5, 3-6, 4-6 e 6-3.

Outro dos momentos altos do dia prendeu-se com a vitória de Sebastian Korda. O jovem norte-americano surpreendeu Alex De Minaur, campeão em Eastbourne, com uma vitória em quatro sets (6-3, 6-4, 6-7[5] e 7-6[5]). Na segunda ronda segue-se Antoine Hoang no caminho de Korda, depois do francês ter derrotado Zhizhen Zhang em três horas e 46 minutos, com parciais de 4-6, 7-6[5], 6-7[5], 6-3 e 6-2.

Debaixo da cobertura amovível do Court No.1, Angelique Kerber estreou-se com uma vitória. Depois de Alexander Zverev ter garantido o passaporte para a segunda ronda, a compatriota do número seis mundial fez o mesmo com uma vitória por 6-4 e 6-3 sobre Nina Stojanovic. Logo a seguir, Daniil Medvedev colocou um ponto final no domínio alemão naquele court e derrotou Jan-Lennard Struff por 6-4, 6-1, 4-6 e 7-6[3].

Esta terça-feira trouxe ainda mais duas longas maratonas no quadro masculino e a conclusão de uma que tinha ficado pendente na segunda-feira. Oscar Otte e Arthur Rinderknech regressaram ao court para concluir o embate que tinha sido suspenso a 9-9 do quinto set e o alemão confirmou o triunfo por 4-6, 6-3, 6-2, 6-7[5] e 13-12[2]. Nas maratonas que iniciaram e terminaram no mesmo dia, Pablo Andújar superou Pierre-Hugues Herbert em mais de cinco horas, com parciais de 7-6[7], 4-6, 7-6[7], 5-7 e 8-6, e Denis Shapovalov escapou à eliminação. O canadiano derrotou Philipp Kohlschreiber em três horas e 39 minutos, com parciais de 6-4, 4-6, 6-3, 5-7 e 6-4.

Ainda na jornada de terça-feira há destaque para a vitória de Venus Williams — 7-5, 4-6 e 6-3 a Mihaela Buzarnescu — e também para os triunfos de Liudmila Samsonova (6-4 e 6-2 a Kaia Kanepi), Coco Gauff (7-5 e 6-4 a Francesca Jones) e Marta Kostyuk (6-3 e 6-4 a Kiki Bertens).

Total
0
Shares
Total
0
Share