Djokovic marca 58.º encontro com Nadal nas meias-finais de Roland-Garros

Num encontro que teve de tudo um pouco, inclusive uma evacuação para ser cumprido o recolher obrigatório, Novak Djokovic derrotou Matteo Berrettini por 6-3, 6-2, 6-7(5) e 7-5 às 23h56 de Paris para se qualificar para as meias-finais de Roland-Garros, onde vai medir forças cm Rafael Nadal pela 58.ª vez.

Depois de dois sets muito autoritários, o número um mundial viu o oponente italiano subir o nível (e a confiança) para dar outros contornos ao encontro, que já ia no terceiro set quando teve de ser interrompido para que o público fosse evacuado depois de uma primeira tentativa (mais modesta) de evacuar as bancadas do Court Philippe-Chatrier, que esta quarta-feira, devido ao aliviamento das medidas de combate à pandemia, recebeu pela primeira vez desde 2019 cerca de 5.000 espetadores nas bancadas — e público nas sessões noturnas.

Renascido, Berrettini apoiou-se nas duas pancadas de serviço e direita para oferecer mais resistência ao sérvio, mas a fórmula do terceiro parcial não foi suficiente para o quarto, no qual o tie-break já parecia certo quando Djokovic “soltou a raiva” e fechou o assunto com alguma revolta à mistura. A celebração do líder do ranking, já depois de danificar um dos painéis publicitários, diz tudo:

Com esta vitória, Novak Djokovic marcou encontro com Rafael Nadal pela 58.ª vez na carreira. “Um ano” (a edição de 2020 de Roland-Garros realizou-se em outubro) depois de terem discutido o título, o sérvio (que lidera o frente a frente por 29-28) e o espanhol (tem a seu favor 19 vitórias contra 7 derrotas em terra batida) vão estar frente a frente nas meias-finais. Do outro lado do quadro, a vaga na grande decisão do título será discutida entre Stefanos TsitsipasAlexander Zverev.

Total
0
Shares
Total
0
Share