Federer “não estava à espera” de ganhar três encontros e não sabe se joga a quarta ronda

Roger Federer ficou surpreendido com o desempenho ao longo da primeira semana de Roland-Garros e após a vitória frente a Dominik Koepfer já perto da uma da manhã deste domingo revelou aos jornalistas que não esperava chegar tão longe na 125.ª edição do Grand Slam francês, razão pela qual terá de ponderar, nas próximas horas, se continua em jogo.

“Depois de um encontro como este vamos ter de decidir o que fazer a seguir, porque tenho de decidir se continuo a jogar ou se é um risco demasiado grande continuar a forçar”, explicou o suíço de 39 anos, que disputou apenas o sexto encontro desde janeiro de 2020.

“Como expliquei antes, não tenho treinado durante três horas, ou três horas e meia. Estar três horas e meia no court não é normal para mim e aqueles que já passaram por cirurgias como esta percebem o que quero dizer”, acrescentou Federer, que só depois de acordar e avaliar o estado do corpo tomará uma decisão… A pensar na relva.

“Este ano não temos a semana de preparação habitual entre Roland-Garros e Halle, por isso tenho de pensar no que é melhor com Wimbledon em mente e tudo o que vem a seguir. Tenho de me concentrar no meu grande objetivo, que não é ganhar Roland-Garros”, concluiu o ex-número um mundial, que está a competir em Roland-Garros apenas pela segunda vez desde 2016.

Total
0
Shares
Total
0
Share