Djokovic em busca do 83.º título no solo natal perante estreante Molcan

Marko Djokovic/Starsportphoto

Um dia depois de se ter isolado no quinto lugar da lista de tenistas mais vitoriosos na Era Open, Novak Djokovic já está focado num novo objetivo: o 83.º título de singulares na carreira. O líder do ranking mundial apurou-se esta sexta-feira para a final do ATP 250 de Belgrado, onde vai defrontar o estreante Alex Molcan (255.º ATP).

No encontro que abriu a jornada em solo sérvio, o tenista de 34 anos deixou cair o primeiro set da semana perante o qualifier Andrej Martin (119.º). Contudo, Djokovic não deixou margem para dúvidas nos dois sets que venceu e fechou o encontro com os parciais de 6-1, 4-6 e 6-0 em uma hora e 57 minutos.

Preparado para disputar a primeira final ATP no país natal desde 2011, Novak Djokovic vai procurar mais um troféu diante do eslovaco Alex Molcan. O tenista de 23 anos está a viver a melhor semana da carreira e conseguiu mais uma vitória, que lhe permitiu aceder à primeira final da carreira a este nível.

Apesar de ter cedido o primeiro parcial para Federico Delbonis (52.º), Molcan puxou dos galões e recuperou de várias desvantagens para confirmar a reviravolta. O eslovaco esteve a perder por 1-3 na segunda partida e teve também um break de atraso por duas ocasiões no terceiro parcial (0-1 e 2-4). Porém, em ambas as situações foi capaz de reverter a situação e acabou a festejar, ao fim de duas horas e 44 minutos, a vitória pelos parciais de 4-6, 6-4 e 6-4.

Depois de ter iniciado a semana sem qualquer vitória no circuito ATP (perdeu os dois jogos que realizou), Molcan foi do qualifying à hipótese de conquistar o primeiro título da carreira. O embate entre o eslovaco e Djokovic será o primeiro de sempre, com o favoritismo a estar, obviamente, do lado do tenista sérvio. Em Belgrado, Novak Djokovic vai disputar a terceira final em 2021 e a 119.ª na carreira.

Total
0
Shares
Total
0
Share