Musetti e Tsitsipas reeditam Acapulco nas meias-finais de Lyon

Open Parc Auvergne-Rhone-Alpes Lyon

A 19 de março, Stefanos Tsitsipas vencia Lorenzo Musetti nas meias-finais do ATP 500 de Acapulco, por 6-1 e 6-3, e avançava para mais uma final no circuito ATP (que viria a perder para Alexander Zverev). Sensivelmente dois meses depois, o grego e o transalpino vão voltar a defrontar-se numa meia-final, desta feita na terra batida de Lyon, com Musetti a procurar igualar o score.

Esta sexta-feira, Tsitsipas e o talentoso italiano foram dois dos tenistas a assegurar um lugar no top 4 do ATP 250 francês. Musetti, que é o 88.º no ranking ATP, foi o primeiro a conseguir um bilhete para a próxima ronda, ao sair por cima no primeiro confronto de sempre com Aljaz Bedene. O tenista de 19 anos venceu por 6-3 e 7-6[2], apurou-se para a terceira meia-final no circuito ATP desde outubro (foi semifinalista na Sardenha, em 2020, para além de Acapulco) e já garantiu que vai atingir um novo máximo de carreira no ranking, uma vez que é nesta altura o virtual 76.º classificado (o melhor registo era o 82.º posto).

Depois de Musetti, também Tsitsipas conseguiu o apuramento para a ronda seguinte. O grego precisou de converter apenas dois dos cinco break points que teve frente a Yoshihito Nishioka para vencer por 6-3 e 6-4 e somar a 31.ª vitória em 39 encontros disputados na presente época, o melhor registo do circuito.

Também apurado para as meias-finais está o russo Karen Khachanov, que colocou um ponto final no bom torneio de Richard Gasquet. O tenista francês ainda teve a chance de empurrar o embate para o terceiro set, mas desperdiçou a vantagem de um break que teve por duas vezes na segunda partida (3-1 e 4-2) e não conseguiu converter um set point antes de ceder no tiebreak. No dia em que completou o 25.º aniversário, Khachanov venceu por 6-1 e 7-6[3] e garantiu a primeira meia-final da carreira em terra batida.

Em busca da final, o tenista russo está agora à espera de conhecer o seu próximo adversário. Cameron Norrie, vice-campeão do Millennium Estoril Open, e Arthur Rinderknech viram a chuva interromper o encontro na fase inicial do terceiro set e só este sábado vão completar o embate. Na altura da interrupção, o marcador assinalava a vantagem de 1-0 do britânico na terceira partida, depois de Norrie ter ganho o primeiro set por 6-3 e de Rinderknech ter respondido exatamente com o mesmo parcial na segunda partida.

Total
1
Shares
Total
1
Share