Iga Swiatek em modo rolo compressor reafirma-se e conquista Roma

Se dúvidas houvesse, foram desfeitas rapidamente: Iga Swiatek apresentou-se a um nível difícil de descrever e alinhou uma exibição praticamente perfeita para conquistar o Internazionali BNL d’Italia com uma vitória por 6-0 e 6-0 frente a Karolina Pliskova (campeã em 2019 e finalista em 2020) depois de apenas 46 minutos de encontro.

Ao longo dos 46 minutos de encontro, a tenista polaca venceu 51 pontos e perdeu apenas 13 — nove deles na segunda partida e quatro desses no último jogo do encontro.

A final deste domingo foi a primeira da história do Internazionali BNL d’Italia a terminar com um 6-0 e 6-0, uma estatística ainda mais impressionante tendo em conta que o evento se realiza desde 1930.

Com apenas 19 anos, Iga Swiatek conquistou o terceiro título da carreira (e segundo do ano, depois de já ter vencido em Adelaide) e reafirmou-se como uma das grandes candidatas — senão a grande candidata — à vitória em Roland-Garros, onde em 2020 fez história ao sagrar-se campeã sem perder um único set.

Total
6
Shares
Total
6
Share