Quase em uníssono, Medvedev e Karatsev operam recuperações em Madrid

Daniil Medvedev não adora a terra batida, mas está determinado em deixar para trás as más sensações — até porque nas próximas semanas tem a (remota) possibilidade de se tornar no novo número um do mundo — e esta quarta-feira demonstrou-o ao entrar no ATP Masters 1000 de Madrid com uma vitória. Igualmente feliz foi o compatriota Aslan Karatsev, que continua a reclamar espaço entre os melhores tenistas do mundo e também avançou para os oitavos de final na Caja Mágica.

Segundo cabeça de série, Medvedev teve de sofrer, mas conseguiu colocar um travão na semana de Alejandro Davidovich Fokina — que depois de chegar às meias-finais do Millennium Estoril Open somou a primeira vitória da carreira (e que vitória) no maior torneio organizado em solo espanhol — ao recuperar da desvantagem de um set para vencer, por 4-6, 6-4 e 6-2, no primeiro encontro frente ao espanhol de 21 anos.

Com a entrada com o pé direito no Mutua Madrid Open, o número três mundial marcou encontro nos oitavos de final com Cristian Garín. 16.º cabeça de série, o chileno não deixou boa impressão na terra batida portuguesa (depois de bye na primeira ronda e de um walkover na segunda perdeu para o futuro finalista, Cameron Norrie, nos quartos de final), mas entrou a ganhar em Madrid, com uma vitória sobre Fernando Verdasco por 6-1 e 6-4, e esta quarta-feira voltou a resolver a questão em duas partidas, ao aplicar os parciais de 6-3 e 6-4 ao alemão Dominik Koepfer.

Igualmente feliz foi a grande sensação da temporada, o também russo Aslan Karatsev. Poucos dias depois de ter disputado a final do ATP 250 de Belgrado (perdeu para Matteo Berrettini em três sets depois de surpreender Novak Djokovic nas meias-finais, naquele que foi um dos melhores encontros de toda a época), o número 27 mundial voltou a derrotar Diego Schwartzman (já tinha passado pelo argentino no Australian Open), desta vez com 2-6, 6-4 e 6-1, para chegar aos primeiros oitavos de final em torneios Masters 1000. Segue-se Alexander Bublik, que na véspera surpreendeu Denis Shapovalov.

Total
2
Shares
Total
2
Share