Araújo e Faria não sobrevivem a jornada dupla em Majadahonda; Falcão também eliminado

Sara Falcão/FPT

A armada portuguesa no ITF de 15 mil dólares de Majadahonda, em Madrid, ficou esta segunda-feira reduzida a apenas Nuno Borges, que tem entrada direta no quadro principal. Depois de Tiago Cação e Francisco Cabral terem sido derrotados na primeira ronda da fase de qualificação, esta segunda-feira foi a vez de Gonçalo Falcão ser derrotado logo na segunda ronda. Quanto a Pedro Araújo e Luís Faria, ambos ultrapassaram a segunda ronda, mas não conseguiram sobreviver à jornada dupla e foram afastados posteriormente na terceira – e última – ronda do qualifying.

Gonçalo Falcão, de 33 anos, foi derrotado logo no primeiro encontro do dia, correspondente à segunda ronda. O experiente tenista português teve dificuldades em entrar no encontro frente ao 11.º cabeça de série, Carlos López Montagud (696.º ATP), e acabou derrotado pelo jovem espanhol de 20 anos por 6-0 e 6-3.

No que toca a Pedro Araújo e Luís Faria, ambos conseguiram ultrapassar o primeiro embate do dia. Araújo, que é o 997.º classificado no ranking ATP, contrariou o teórico favoritismo do 15.º cabeça de série, Alberto Barroso Campos (791.º ATP), e venceu de forma incontestável por 6-3 e 6-2. Faria, por sua vez, teve mais trabalho e precisou do match tiebreak para ultrapassar o japonês Taiyo Yamanaka, mas prevaleceu por 6-4, 5-7 e 10-7.

Os dois tenistas lusos voltaram mais tarde ao court para disputar a terceira e última ronda do qualifying, na procura de se juntarem a Nuno Borges no quadro principal. Apesar do maior favoritismo perante o francês Giovanni Mpetshi Perricard (1039.º ATP), de 17 anos, Luís Faria não conseguiu impor-se e cedeu por 6-3 e 7-6[3]. Pedro Araújo, por outro lado, ainda esteve em vantagem no marcador, mas não conseguiu confirmar o triunfo sobre o também teenager francês Luca Van Assche (1260.º ATP), de 16 anos. O gaulês acabou por chegar à reviravolta e vencer por 3-6, 6-4 e 10-7.

Apesar dos desaires, a semana em Majadahonda ainda não acabou para todos os portugueses. Gonçalo Falcão vai jogar o quadro de pares ao lado de Martin Cuevas, sendo que a dupla luso-uruguaia defende o estatuto de primeira cabeça de série. Na variante de pares participam ainda Tiago Cação (faz dupla com o ucraniano Georgii Kravchenko), Pedro Araújo (em parceria com o alemão Sebastian Fanselow) e o par 100% luso composto por Nuno Borges e Francisco Cabral, que defendem o estatuto de segundos cabeças de série.

Total
2
Shares
Total
2
Share