Cristian Garin: “Não me senti bem em nenhum momento”

Millennium Estoril Open

O chileno Cristian Garin estreou-se no Millennium Estoril Open mais tarde do que todos os outros, já que a lesão de Richard Gasquet o apurou diretamente para os quartos de final da prova. Contudo, a estreia não foi a melhor e Garin foi afastado esta sexta-feira pelo britânico Cameron Norrie. O número 22 mundial ainda jogou depois no quadro de pares, onde também perdeu, antes de se dirigir à sala de imprensa do Clube de Ténis do Estoril para umas declarações rápidas.

Em conferência de imprensa, o segundo cabeça de série da prova admitiu que em nenhum momento do encontro se sentiu bem no court. “A verdade é que acho que joguei muito mal. Tive más sensações durante todo o encontro, em nenhum momento me consegui soltar. Não me senti bem em nenhum momento, nem sequer no primeiro set em que creio que apenas servi melhor”, começou por dizer.

Garin, que disse ainda ter achado as condições de jogo “muito difíceis” e que só quer “esquecer esta semana”, confessou estar preocupado com o nível de jogo que tem vindo a apresentar. “Continuo sem encontrar o meu jogo, estou um pouco preocupado com isso. Creio que não estou a jogar bem há muito tempo, mas treino todos os dias, sacrifico-me muito. Às vezes dá pena ver os resultados, mas também ganhei um torneio no Chile, que foi importante. Também há coisas positivas e acho que há que seguir em frente. Mas obviamente que é difícil”, concluiu.

Total
1
Shares
Total
1
Share