Nicolás Jarry triunfa em Salinas e conquista primeiro título desde 2019

O chileno Nicolás Jarry está de regresso aos troféus, depois de ter ganho um torneio pela última vez em 2019 (ATP 250 de Bastad). Esta segunda-feira, o número 632 mundial venceu o Challenger de Salinas, no Equador, e garantiu o regresso ao top 400 mundial.

Jarry saiu por cima numa final frente ao colombiano Nicolás Mejía (465.º ATP), que furou a fase de qualificação e avançou até à final. O chileno não cedeu nenhum set durante todo o torneio e a final não foi diferente. Apesar de ter desperdiçado cinco set points e de ter eliminado um outro antes de fechar o tiebreak do primeiro set, Jarry venceu por 7-6[7] e 6-1. O dia, de resto, foi de jornada dupla em Salinas, uma vez que a prova teve de ser adiada durante o fim de semana, devido às restrições impostas pelo Governo equatoriano no combate à pandemia de Covid-19.

Com o triunfo em Salinas, Nicolás Jarry vai regressar ao top 400 mundial. O ex-número 38 do ranking ATP vai subir 262 lugares e assumir o 370.º posto. Mejía, de 21 anos, também regista uma enorme subida – 123 lugares – e chega à 342.ª posição, o máximo de carreira. Esta semana, Jarry volta a ir a jogo em Salinas, que acolhe um segundo Challenger de forma consecutiva.

Todos os resultados do Challenger de Salinas 1:

Ronda 1:

  • [Q] Tak Khunn Wang d. [Q] Marek Gengel, 6-2 e 6-3
  • Thiago Agustín Tirante d. Vladyslav Orlov, 6-2, 6-7[4] e 6-3
  • Jelle Sels d. [WC] Antonio Cayetano March, 6-4 e 6-3
  • Roberto Ortega-Olmedo d. Nick Chappell, 6-3 e 6-2
  • Adrián Menendez-Maceiras d. Kaichi Uchida, 6-4 e 6-4
  • [Q] Nicolás Mejía d. [WC] Diego Hidalgo, 6-3, 1-6 e 7-5
  • [WC] Nicolás Jarry d. Nicolás Alvarez, 6-1 e 6-1
  • Aziz Dougaz d. Skander Mansouri, 6-2 e 6-2
  • Camilo Ugo Carabelli d. [8] Roberto Quiroz, 4-6, 6-1 e 7-6[7]
  • Shuichi Sekiguchi d. [7] Hiroki Moriya, 6-1 e 7-6[5]
  • [6] Altug Celikbilek d. JC Aragone, 6-2 e 7-6[2]
  • [5] Marcelo Tomás Barrios Vera d. [Q] Facundo Díaz Acosta, 6-2 e 6-2
  • [4] Christopher Eubanks d. Jesper De Jong, 7-6[3] e 7-6[3]
  • Hernán Casanova d. [3] Emilio Gómez, 6-4, 3-6 e 6-2
  • Kevin King d. [2] Alejandro Tabilo, 3-6, 6-4 e 6-1
  • Tim Van Rijthoven d. [1] Yasutaka Uchiyama, 6-2 e 4-0 ret.

Ronda 2:

  • Tim Van Rijthoven d. Aziz Dougaz, 6-2 e 7-5
  • Camilo Ugo Carabelli d. [Q] Tak Khunn Wang, 6-1 e 6-1
  • Thiago Agustín Tirante d. Kevin King, 6-1 e 6-2
  • [Q] Nicolás Mejía d. Hernán Casanova, 6-1 e 6-2
  • [WC] Nicolás Jarry d. Shuichi Sekiguchi, 6-1 e 6-2
  • [6] Altug Celikbilek d. Roberto Ortega-Olmedo, 1-6, 6-4 e 6-4
  • [5] Marcelo Tomás Barrios Vera d. Jelle Sels, 6-2 e 6-2
  • Adrián Menendez-Maceiras d. [4] Christopher Eubanks, 7-6[6] e 6-1

Quartos de final:

  • Camilo Ugo Carabelli d. Adrian Menendez-Maceiras, 6-4 e 6-4
  • [WC] Nicolás Jarry d. Thiago Agustín Tirante, 7-6[3] e 6-4
  • [6] Altug Celikbilek d. Tim Van Rijthoven, 6-3, 2-6 e 7-6[6]
  • [Q] Nicolás Mejía d. [5] Marcelo Tomás Barrios Vera, 2-6, 6-1 e 7-6[3]

Meias-finais:

  • [Q] Nicolás Mejía d. [6] Altug Celikbilek, 6-3 e 7-5
  • [WC] Nicolás Jarry d. Camilo Ugo Carabelli, 7-5 e 6-3

Final:

  • [WC] Nicolás Jarry d. [Q] Nicolás Mejía, 7-6[7] e 6-1
Total
0
Shares
Total
0
Share