Nuno Borges depois da vitória: «Tinha uma ideia de como jogar contra ele»

Millennium Estoril Open

Na estreia em torneios do ATP Tour, Nuno Borges assinou também a primeira vitória em torneios da categoria. O tenista maiato apurou-se para a última ronda da fase de qualificação com um triunfo sobre Liam Broady (137.º ATP) e mostrou-se muito satisfeito com o nível de ténis que exibiu.

“Não pensei muito no facto de ter sido a estreia senão tinha saído asneira. Joguei muito bem, mantive-me positivo de início ao fim, fiz o meu trabalho e fechei bem o encontro. Estou contente”, começou por dizer Borges, que diz ainda que o facto de não ser conhecido “se calhar ajuda”. E apesar de nunca ter medido forças com Broady, o tenista de 24 anos tinha um plano bem traçado. “Tinha uma ideia de como jogar contra ele e fui adaptando durante o encontro. Servi bem, senti que estava por cima e foco foi manter aquele nível”, disse.

O número 331 mundial, que se sagrou recentemente vice-campeão no segundo Challenger de Oeiras, estava pronto para jogar no Millennium Estoril Open, mas diz só ter sabido do wild card para o qualifying em cima da hora: “Soube em cima da hora. Não estava nada garantido até aparecer nas redes sociais. Estive sempre pronto para jogar, com ou sem wild card. Não é fácil gerir a indecisão mas estava prontíssimo”.

Na última ronda da fase de qualificação, Borges vai defrontar o espanhol Roberto Carballes Baena (91.º ATP), que também entrou a ganhar no Clube de Ténis do Estoril. Em relação ao embate deste domingo, o português diz que “vai ser um encontro mais duro ainda” contra um jogador que “adora terra”. O maiato deixou, no entanto, uma garantia: “É para dar tudo amanhã”.

Total
3
Shares
Total
3
Share