Trio português com adversários definidos no qualifying do Millennium Estoril Open

Sara Falcão/FPT

Pedro SousaFrederico SilvaNuno Borges já têm definidos os primeiros adversários na edição de 2021 do Millennium Estoril Open. O sorteio da fase de qualificação do ATP 250 português realizou-se ao final da tarde desta sexta-feira e conta ainda com quatro tenistas do top 100, bem como com o promissor Carlos Alcaraz.

Único tenista português com entrada direta na fase de qualificação por força do 112.º lugar que ocupa no ranking ATP, Pedro Sousa – que é também o quinto cabeça de série – vai medir forças com o suíço Marc-Andrea Huesler (161.º ATP), que possui no serviço e no jogo de rede duas armas poderosas. Os dois tenistas nunca se defrontaram anteriormente, pelo que o Clube de Ténis do Estoril será palco para o primeiro confronto entre ambos. O encontro marca ainda o regresso de Pedro Sousa à competição, depois do lisboeta se ter retirado na primeira ronda do Challenger de Split, que se realizou há duas semanas, com problemas no pé esquerdo.

No que diz respeito a Frederico Silva, que recebeu um convite da organização para disputar o qualifying, o adversário será o norte-americano Brandon Nakashima (136.º ATP), sétimo cabeça de série. O tenista de 19 anos é tido como uma das maiores promessas da nova geração do ténis norte-americano e esta temporada já conquistou um troféu da categoria Challenger 80 na cidade francesa de Quimper. À semelhança do confronto entre Pedro Sousa e Marc-Andrea Huesler, também este será uma primeira vez entre o caldense e Nakashima.

Nuno Borges, que faz a estreia em torneios ATP, viu o sorteio atribuir-lhe como adversário o britânico Liam Broady (137.º ATP), oitavo melhor cotado na fase de qualificação. Esta será a primeira vez que o tenista maiato vai defrontar Broady, sendo que ambos têm tido bons resultados em 2021. O britânico conta já com duas finais no circuito Challenger – ambas perdidas – na presente época, ao passo que Nuno Borges já ergueu o troféu de um ITF de 15 mil dólares em Antália no mês de fevereiro e chegou recentemente à final do Challenger de Oeiras.

Em caso de vitórias portuguesas, o quadro principal fica apenas a um triunfo de distância para os tenistas lusos. Pedro Sousa, caso ultrapasse Huesler, vai cruzar-se com o vencedor do embate entre Pedro Martínez (100.º ATP) e Botic Van de Zandschulp (152.º ATP). Frederico Silva, por sua vez, pode cruzar-se com o vencedor do confronto entre Jaume Munar (86.º ATP), primeiro cabeça de série, e Thomas Fabbiano (166.º ATP). Por último, Nuno Borges vai cruzar-se com o vencedor do confronto entre Roberto Carballes Baena (91.º ATP) e Henri Laaksonen (139.º ATP), caso consiga vencer o encontro de estreia.

Millennium Estoril Open qualifying

Notícia atualizada pela última vez às 19h08.

Total
4
Shares
Total
4
Share