Millennium Estoril Open com pedido de ex-número um mundial e “dor de cabeça” com wild cards

A poucos dias de celebrar a sexta edição, depois de um ano cancelado pela pandemia da covid-19, o Millennium Estoril Open prepara-se para adicionar mais nomes àquele que já é o melhor cartaz da história do torneio e enfrenta bons problemas nas últimas horas de preparação para o regresso da ação ao Clube de Ténis do Estoril.

“Foi um ano desafiante para negociar jogadores, mas ainda assim conseguimos convencer grandes nomes e estamos extremamente contentes com a lista. É uma dor de cabeça ter tão poucos wild cards e tantos pedidos. Tenho pedidos incríveis de ex-número uns do Mundo, de muitos jovens craques – Alcaraz, Musetti, Korda, Popyrin – e ainda grandes nomes de antigas estrelas”, contou João Zilhão, diretor do torneio, a Record.

Como recorda o mesmo jornal, os nomes de Roger Federer (que já anunciou que antes de Roland-Garros apenas joga em Genebra) e Rafael Nadal (focado nos grandes títulos que habitualmente persegue por esta altura do ano — Barcelona, Madrid e Roma) estão fora do baralho, pelo que sobra o de Andy Murray, cujo irmão, Jamie Murray, está inscrito na variante de pares do torneio português.

Sem revelar se o pedido em questão será ou não aceite, João Zilhão falou também da grande dor de cabeça que o torneio enfrenta em 2021: “Ajudar os portugueses está sempre no topo das minhas prioridades, mas este ano, sem público, tenho de medir entre um grande nome internacional ou dar a um português que não está em tão boa forma ou vem de uma lesão… Não posso ajudar toda a gente. Estou a aguentar os pedidos. Tenho muitos para gerir e quando dou um wild card, dou. Não volto atrás. Tenho de ser firme.”

O responsável pela 3Love afirmou ainda que “o plano sempre foi realizar o torneio” em 2021, uma vez que “era fundamental fazê-lo acontecer para o manter vivo, porque se não acontecesse aqui ia para outro lado. Vimos isso acontecer este ano com cidades como Singapura, Marbella, Belgrado. Era decisivo. Dois anos seguidos sem evento poderia ditar o fim do Millennium Estoril Open.”

Para esta quarta-feira, às 12h, está previsto o anúncio do segundo wild card para o quadro principal de singulares. O primeiro, recorde-se, foi entregue a João Sousa.

Total
1
Shares
Total
1
Share