Portuguesas com pouca sorte no arranque do Oeiras Magnesium-K Active Ladies Open

Sara Falcão/FPT

O primeiro dia de Oeiras Magnesium-K Active Ladies Open terminou sem vencedoras portuguesas, com as 13 tenistas “da casa” a serem eliminadas na ronda inaugural do qualifying do ITF de 25.000 dólares que a Federação Portuguesa de Ténis e o CETO — Clube Escola de Ténis de Oeiras organizam entre 18 e 25 de abril.

Com um nível médio de inscritas muito elevado (a primeira cabeça de série do qualifying é nada mais, nada menos do que a 388.ª classificada do ranking WTA), o desafio revelou-se difícil para as jovens portuguesas, que cederam, sem exceção, perante cabeças de série.

Sara Lança (1055.ª) perdeu por 6-3 e 6-3 para Carole Monnet (388.ª), Inês Oliveira (1362.ª) por 6-1 e 6-1 para Sofia Shapatava, Maria André por 6-0 e 6-0 para Suzan Lamens (411.ª), Maria Garcia por 6-0 e 6-0 para Sara Cakarevic (413.º), Sofia Pinto por 6-0 e 6-1 para Olga Saez Larra (424.ª), Alexandra Silva por 6-1 e 6-2 para Ganna Poznikhirenko (466.ª), Beatriz Casaca por 6-0 e 6-0 perante Maria Gutierrez Carrasco (521.ª), Carolina Azadinho por 6-0 e 6-0 contra Dorka Drahota Szabo (674.ª), Maria Santos por 6-0 e 6-0 frente a Jenny Duerst (722.ª), Matilde Morais por 6-3 e 6-0 contra Ji-Hee Choi (814.ª), Mafalda Guedes por 6-3 e 6-3 contra Olga Parres Azcoitia (847.ª), Carolina Reis por 6-0 e 6-0 para Victoria Jimenez Kasintseva (913.ª) e Débora Madile por 6-0 e 6-0 para Iveta Dapkute (976.ª).

Para além da primeira ronda de singulares, a jornada deste domingo também deu a conhecer o sorteio do quadro principal de singulares: composto por 48 jogadoras (as 16 melhores cotadas estão isentas da primeira ronda), tem em Francisca Jorge (464.ª), Ana Filipa Santos (1193.ª), Matilde Jorge (1362.ª) e Elizabet Hamaliy (1250.ª) as representantes portuguesas, com a brasileira Carolina Meligeni Rodrigues Alves (que nos últimos dias esteve ao serviço da seleção na Fed Cup) a completar o quinteto de convidadas.

Total
1
Shares
Total
1
Share