Tiago Cação apura-se para a final de pares em Antália

Sara Falcão/FPT

Apesar de ter sido derrotado na primeira ronda em singularesTiago Cação ainda poderá fechar a semana com um troféu na bagagem em Antália, na Turquia. Esta sexta-feira, o tenista de Peniche apurou-se para a final do quadro de pares, onde faz dupla com o alemão Constantin Schmitz. A dupla luso-alemã, que defende o estatuto de quarta melhor cotada, superiorizou-se ao italiano Emiliano Maggioli e ao ucraniano Oleksandr Ovcharenko com os parciais de 7-5 e 6-4.

Cação e Schmitz entraram melhor no encontro e por duas vezes se adiantaram por um break na primeira partida, mas em ambos os casos acabaram por permitir a recuperação da dupla adversária. Contudo, uma terceira quebra de serviço por parte do par luso-alemão surgiu na altura certa e deixou Cação e Schmitz a servirem a 6-5 para fechar o parcial. Depois de terem eliminado dois break points para impedir o contra-break, os quartos cabeças de série confirmaram o triunfo na primeira partida.

O segundo parcial foi mais controlado por parte de Cação e Schmitz, que não permitiram muitas oportunidades a Maggioli e Ovcharenko para que estes pudessem reentrar na discussão do resultado. Uma única quebra de serviço na segunda partida foi suficiente para que Cação e Schmitz marcassem a diferença que precisavam para assegurar uma vitória em sets diretos e ao fim de uma hora e 23 minutos.

Detentor de quatro títulos de pares no circuito ITF, Tiago Cação vai procurar o primeiro troféu na variante desde 2018, ano em que venceu três. Na final, o tenista de 23 anos e o seu parceiro Constantin Schmitz vão ter pela frente os turcos Umut AkkoyunCengiz Aksu, que bateram os húngaros Peter FajtaFabian Marozsan por 6-4, 1-6 e 10-6.

Total
28
Shares
Total
28
Share