Sonego e Djere discutem o título em Cagliari

O italiano Lorenzo Sonego, número 34 do ranking ATP, e o sérvio Laslo Djere, 57.º classificado, são os grandes finalistas do ATP 250 de Cagliari, na Sardenha. No caso do tenista sérvio, é o regresso a uma final naquela ilha, depois de ter conquistado o ATP 250 de Sardenha na temporada passada, que foi criado para preencher um lugar no calendário renovado do ATP Tour após a paragem devido à pandemia de Covid-19.

Este sábado, Sonego foi o primeiro a carimbar o passaporte para a grande final. O terceiro cabeça de série bateu o pé ao norte-americano Taylor Fritz, 30.º classificado da hierarquia mundial e segundo melhor cotado em Cagliari. Sonego jogou a um grande nível e apesar de só ter ganho 30% dos pontos com o segundo serviço, apresentou um belo nível na resposta e quebrou o serviço de Fritz por oito vezes para construir os parciais de 6-4, 5-7 e 6-1. O tenista transalpino chegou a liderar por 3-0 com duplo break de vantagem no segundo set, mas permitiu a recuperação de Fritz. Ainda assim, não se deixou abalar e realizou um terceiro parcial praticamente irrepreensível.

A vitória de Lorenzo Sonego coloca-o a um triunfo de se tornar no primeiro tenista italiano a vencer um torneio de terra batida no país natal nos últimos 15 anos. O último tenista transalpino a consegui-lo foi Filippo Volandri, antigo número 25 mundial, que triunfou em Palermo, em outubro de 2006.

Para conseguir alcançar esse feito, o tenitsa de 25 anos vai ter de derrotar o sérvio Laslo Djere. O campeão do ATP 250 da Sardenha da época passada precisou de apenas 53 minutos para vencer o georgiano Nikoloz Basilashvili, 37.º classificado no ranking ATP e quarto cabeça de série em Cagliari, de forma autoritária. Djere perdeu apenas nove pontos ao serviço, quebrou o ‘saque’ a Basilashvili por cinco vezes e construiu uns expressivos parciais de 6-2 e 6-0.

Este domingo, Lorenzo Sonego e Laslo Djere vão defrontar-se pela terceira vez na história. O confronto direto indica nesta altura um empate (1-1), pelo que a final servirá também para desempatar esse confronto. No que diz respeito a experiência em finais, ambos os atletas já alcançaram duas grandes decisões no ATP Tour, sendo que Djere tem sido mais feliz. O sérvio venceu as duas finais que disputou (Rio de Janeiro em 2019 e Sardenha em 2020), ao passo que Lorenzo Sonego conquistou o primeiro título na relva de Antália, em 2019, mas perdeu depois a segunda final que jogou no piso rápido indoor de Viena, em 2020.

Total
1
Shares
Total
1
Share