João Sousa derrota cabeça de série e volta aos triunfos em Monte Carlo

O número um português João Sousa assegurou este sábado o regresso às vitórias no circuito ATP, depois de dois desaires consecutivos. No segundo encontro do ano em terra batida, o vimaranense derrotou o sexto cabeça de série do qualifying do Masters 1000 de Monte Carlo, o brasileiro Thiago Monteiro (78.º ATP), com os parciais de 7-5 e 6-2.

Perante um adversário dono de um poderoso serviço e que dá primazia às fortes pancadas de fundo do court no seu jogo, Sousa teve de ser fiel a si mesmo e lutar por cada ponto. O vimaranense descobriu os primeiros dois break points no quarto jogo, mas não conseguiu capitalizar. Na reta final do parcial, os dois tenistas entraram numa troca de breaks, com Monteiro a quebrar o serviço do português por duas vezes, mas em ambas João Sousa conseguiu o contra break, a última das quais quando o brasileiro servia a 5-4 para fechar o set.

Com respostas profundas e com capacidade para abrir ângulos com a direita, João Sousa acabou o primeiro set em altas. O Conquistador quebrou o serviço de Thiago Monteiro para chegar ao 5-5, avançou para 6-5 com um jogo de serviço em branco e capitalizou o segundo set point no serviço do adversário para fechar o parcial.

Embalado pelo bom momento, João Sousa iniciou muito bem a segunda partida. O tenista luso variou entre o fundo do court e as subidas à rede com pontos bem construídos, usando sempre a profundidade de bola para manter Thiago Monteiro preso ao fundo do court, e confirmou os primeiros jogos de serviço sem quaisquer dificuldades.

Ao sexto jogo, o número um nacional insistiu na esquerda do adversário e o erro surgiu para dar a Sousa o break point. O tenista vimaranense aproveitou a oportunidade e viu Thiago Monteiro fazer um erro não-forçado, com uma bola na rede, para chegar ao 4-2. De volta ao serviço, o número 107 mundial permaneceu autoritário – perdeu apenas um ponto ao serviço durante todo o segundo parcial – e colocou a pressão toda do lado de Monteiro, que se viu obrigado a servir para se manter no encontro. Uma vez mais, João Sousa controlou os pontos com a direita e movimentou-se bem no court para descobrir os primeiros dois match points. Monteiro ainda eliminou o primeiro com um smash junto à rede, mas logo a seguir disparou uma direita para fora e entregou a vitória ao vimaranense.

A uma vitória de alcançar o quadro principal, João Sousa vai agora ficar à espera de conhecer o próximo adversário. O tenista luso vai cruzar-se com o vencedor do confronto entre o décimo melhor cotado, Federico Coria (86.º), e o alternate Thomas Fabbiano (172.º).

Total
27
Shares
Total
27
Share