E no final sobram dois: Carreño Busta e Munar discutem troféu em Marbella

É uma final de “primeiras” aquela que vai decorrer este domingo no ATP 250 de Marbella. Para Pablo Carreño Busta, número 15 mundial e primeiro cabeça de série da prova, é a primeira final do ano. Para Jaume Munar, 95.º na hierarquia mundial, é a primeira da carreira em torneios do ATP Tour.

Os dois atletas garantiram o apuramento para a grande decisão este sábado, ao vencerem os respetivos compromissos nas meias-finais. Carreño Busta, que faz parte da lista de inscritos do Millennium Estoril Open, foi o primeiro a entrar em court para defrontar o compatriota Albert Ramos (47.º ATP). O tenista de 29 anos esteve em maus lençóis e muito perto de acabar eliminado, mas recuperou de uma desvantagem de 3-5 no último set para confirmar um triunfo por 6-1, 3-6 e 7-6(5) ao fim de três match points, num encontro onde rubricou oito ases.

A segunda meia-final do dia opôs o estreante Carlos Alcaraz (133.º ATP) a Jaume Munar, sendo que havia desde logo a garantia de que teríamos um estreante em finais do ATP Tour. A vitória caiu para o lado do mais experiente Munar, que esta temporada desceu ao circuito Challenger durante algumas semanas para amealhar pontos – ainda na semana passada foi finalista num Challenger disputado também em Marbella – e que agora vai regressando à elite. Com 71% de pontos ganhos com o primeiro serviço e quatro breaks a favor, Munar – que está inscrito no qualifying do Millennium Estoril Open – construiu os parciais de 7-6(4) e 6-4 para levar de vencida Alcaraz, cuja primeira meia-final ATP da carreira o vai catapultar para o 118.º lugar do ranking.

Este domingo, Pablo Carreño Busta e Jaume Munar vão discutir um dos primeiros troféus em terra batida de 2021. Os dois atletas nunca se defrontaram anteriormente, mas Carreño Busta é muito mais experiente em grandes decisões. O tenista nascido em Gijón, que venceu o Millennium Estoril Open em 2017, vai disputar a oitava final da carreira, sendo que leva um registo de 4-3 nas finais disputadas anteriormente. A última grande final disputada por Carreño Busta foi em 2019, em Chengdu, e terminou com o espanhol a derrotar Alexander Bublik por 6-7(5), 6-4 e 7-6(3).

Total
1
Shares
Total
1
Share