Tiago Cação volta a somar uma das melhores vitórias da carreira no Oeiras Open

Sara Falcão/FPT

OEIRAS — Uma semana depois, Tiago Cação voltou a destacar-se na terra batida do Estádio Nacional do Jamor, ao somar mais uma das melhores vitórias da carreira para entrar a ganhar no quadro principal de singulares do segundo Oeiras Open.

Desta vez, e depois dos primeiros quartos de final na categoria Challenger na semana passada, o jogador português de 23 anos superou o francês Tristan Lamasine, número 255 do ranking ATP e oitavo cabeça de série, por 6-2 e 6-4. Motivado como poucas vezes se viu nos últimos tempos, o penichense em menos de 30 minutos já tinha arrecadado o primeiro parcial, aproveitando também uma série de erros do seu mais cotado opositor.

A partir daí, Lamasine respondeu à medida da grande exibição de Cação e devolveu uma quebra de serviço consentida logo no jogo inaugural do segundo set. Mas o tenista do CAR, 551 da atualidade, não se deixou intimidar e continuou com o seu jogo que dão bons frutos tinha dado: respondeu mais atrás, bola profunda e pesada com a sua direita e a tentar tomar conta do ponto. Quando o português voltou a fazer estragos no serviço do francês, no nono jogo, não tremeu para fechar.

Para a história fica um triunfo fantástico de Tiago Cação, em termos de ranking o segundo melhor da carreira, após de ter derrotado Facundo Arguella (209 na altura) no CIF em 2019. Na segunda ronda terá pela frente um germânico: ou Mats Moraing – campeão de pares da primeira edição do Oeiras Open – ou Mischa Zverev, antigo 25 do mundo.

Total
6
Shares
Total
6
Share