Tiago Cação derrotado nos quartos de final do Oeiras Open

Sara Falcão/FPT

A jogar pela primeira vez os quartos de final de um torneio Challenger, Tiago Cação não se conseguiu superiorizar ao mais cotado checo Zdenek Kolar por 6-3 e 6-2 e deixa a bandeira portuguesa no Oeiras Open a cargo de Gastão Elias.

A missão era difícil e o início do encontro confirmou-o: Kolar (246 ATP), oitavo cabeça de série, e último ainda em prova, arrancou a todo o gás, aproveitando também um início morno de Cação, e cedo liderou por 4-0. O penichense ainda equilibrou a contenda, mas a desvantagem era demasiado grande para ser anulada.

O segundo parcial foi mais equilibrado e bem melhor disputado pelo português, ainda que o checo de 24 anos tenha voltado a dispor de duplo break de vantagem. O tenista do CAR reduziu e continuou a lutar em busca de mais história pessoal, mas novo golpe no serviço do 558 do mundo, o sexto, foi o último nas aspirações do tenista luso.

Com um ténis bastante ofensivo e variado, Kolar apura-se para a oitava meia-final Challenger na carreira (segunda em Portugal, depois de Braga) e primeira desde Novembro de 2019. O campeão de pares do Maia Open encara este sábado o vencedor do duelo entre os qualifiers Raul Brancaccio e Evan Furness. Já Tiago Cação sai de cena numa das melhores semanas da sua vida com o primeiro apuramento para fase dos oito melhores e agora deverá disputar o Oeiras Open da próxima semana.

Total
3
Shares
Total
3
Share