Nuno Borges derrotado no Oeiras Open depois de ter um match point

Sara Falcão/FPT

OEIRASNuno Borges (375.º ATP) esteve muito perto de somar uma das melhores vitórias da carreira, mas não conseguiu converter o ponto decisivo e acabou por ser eliminado na estreia no quadro principal de singulares do Oeiras Open, o primeiro de dois torneios ATP Challenger 50 no Jamor, em Oeiras.

Convidado pela organização, o maiato de 24 anos entrou de forma muito autoritária e com o balanço certo entre paciência e um ténis agressivo chegou a dispor de um match point para derrotar o checo Zdenek Kolar (246.º) em duas partidas, mas perdeu por 2-6, 7-6(6) e 6-1 ao cabo de 2h18.

Sem jogar desde o início de fevereiro devido a uma lesão no ombro que o afastou de três ITFs de 25 mil dólares no Algarve, Borges apresentou-se a um bom nível e, com uma entrada de rompante, ameaçou o break no primeiro jogo de serviço de Kolar e concretizou-o no segundo. O português dispôs, aliás, de pontos de break nas quatro ocasiões em que o checo serviu e voltou a levar a melhor na derradeira para vencer a partida.

Em destaque com a pancada de resposta, o jovem maiato teve de ser mais paciente no arranque da segunda partida e até foi o primeiro a enfrentar pontos de break, ao 5-5, mas reagiu bem e no jogo seguinte voltou a insistir para chegar ao primeiro match point. No entanto, um grande serviço de Kolar forçou o deuce e o checo conseguiu mesmo adiar a decisão até ao tie-break, onde fez mais um mini-break para igualar o encontro.

No terceiro set o desenrolar do duelo foi totalmente distinto, com Borges a sofrer a primeira quebra de serviço e a apresentar sempre mais dificuldades para vencer os “seus” jogos. Depois de ter recuperado o break de atraso, o português voltou a ser quebrado e deixou de conseguir causar dificuldades de maior ao oponente, que consumou a recuperação para seguir para a segunda ronda.

Com a derrota de Nuno Borges, a participação portuguesa no quadro de singulares do Oeiras Open fica a cargo de cinco jogadores: Gonçalo Oliveira (o único com entrada direta), Gastão Elias, Tiago Cação (wild cards) e os lucky losers de última hora Luís Faria e Francisco Cabral.

Total
23
Shares
Total
23
Share