Luís Faria falha nova recuperação épica no Oeiras Open

Sara Falcão/FPT

OEIRAS — Depois de ontem ter anulado seis match points para ultrapassar a primeira ronda do qualifying, esta segunda-feira Luís Faria lutou muito e voltou a adiar a derrota, mas acabou por ser eliminado face ao francês Manuel Guinard (319.º ATP) pelos parciais de 6-3, 0-6 e 7-6(5) na ronda de acesso ao quadro principal do Oeiras Open.

Num duelo de muitos altos e baixos, o vimaranense de 21 anos não andou longe do maior triunfo da carreira, mas sucumbiu nos detalhes. Depois de dois sets repartidos (no segundo, Faria aplicou mesmo um ‘pneu de bicicleta’ ao mais cotado dos dois, com o gaulês a pedir o medical time out já perto do final do parcial), o set final foi uma autêntica batalha: o português recuperou de break abaixo por três vezes e na última delas, no 12.º jogo, voltou mesmo a salvar pontos de encontro, neste caso dois, levando o embate para um aliciante tie-break decisivo.

Chegado ao momento de todas as decisões, o atual 827 do mundo ainda ameaçou nova recuperação épica, ao vencer quatro pontos de uma assentada para igualar a cinco pontos, mas “entregou” o encontro com uma direita em direção à rede no terceiro match point.

Assim, o francês de 25 anos seguiu para o quadro principal do Oeiras Open e pode até medir forças com o portuense Gonçalo Oliveira. Quanto à participação lusa na fase de qualificação, esta foi a terceira derrota do dia, restando apenas Pedro Araújo com possibilidade de apuramento. O jovem de 18 anos entra já de seguida em court frente ao cazaque Denis Yevseyev.

Total
1
Shares
Total
1
Share