Gonçalo Oliveira conquista o 11.º título de pares em Challengers

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

À terceira foi de vez: depois de duas meias-finais, Gonçalo Oliveira estreou-se em finais do circuito Challenger no que a 2021 diz respeito e só parou com o troféu nas mãos, ao sagrar-se campeão ao lado do venezuelano Luis David Martínez em Santiago, no Chile.

Na final deste domingo, Oliveira e Martínez confirmaram o estatuto de primeiros cabeças de série ao derrotarem os brasileiros Rafael Matos e Felipe Meligeni Rodrigues Alves (segundos candidatos ao título) em dois sets, por 7-5 e 6-1.

Antes de chegar a Santiago, Gonçalo Oliveira já tinha jogado meias-finais nos Challengers de Cherbourg (França) e Gran Canária (Espanha) e no ATP 250 que se jogou nesta mesma cidade, há uma semana.

Com a vitória deste sábado, o tenista português de 26 anos celebrou a conquista de um impressionante 34.º título na variante no circuito internacional, dos quais 11 são no circuito Challenger — números que já fazem dele o terceiro português mais titulado neste circuito, só atrás de Nuno Marques (19) e João Cunha e Silva (24).

Total
6
Shares
Total
6
Share