João Sousa no quadro principal do Masters 1000 de Miami

As desistências do torneio de Miami continuam a aumentar e esta quinta-feira valeram ao português João Sousa (102.º ATP) a entrada direta no quadro principal de singulares daquele que é o primeiro ATP Masters 1000 da temporada.

Depois de ter somado, em Acapulco, a primeira vitória de 2021 na variante de singulares, o melhor tenista português de sempre vai ocupar o lugar do amigo Pablo Carreño-Busta, que se juntou ao compatriota Rafael Nadal, Roger Federer, Stan Wawrinka e Dominic Thiem (entre outros) numa lista de desistentes cada vez maior.

Assim sendo, João Sousa tem confirmada a participação no quadro principal de singulares do Miami Open pela oitava vez na carreira. O melhor resultado data do ano de 2018, quando atingiu a quarta ronda.

Com todas as desistências, também Pedro Sousa (110.º) está mais próximo de entrar no quadro principal do torneio norte-americano: já só são precisas mais seis para que o lisboeta se junte ao compatriota, ficando por esclarecer se optará por essa viagem, ou por voar para Zadar, na Croácia, onde está inscrito num Challenger.

Certa é a presença de Frederico Silva (174.º), mas para disputar o qualifying, que marcará a estreia do tenista caldense em torneios desta dimensão. João Domingues (188.º), que também entrou na fase de qualificação, optou pelo Challenger de Marbella, em Espanha.

Total
10
Shares
Total
10
Share