Frederico Silva falha apuramento para o quadro principal em Acapulco

Depois de duas boas vitórias, Frederico Silva precisava esta madrugada de mais um triunfo para assegurar a entrada no quadro principal do ATP 500 de Acapulco. Contudo, o tenista português não foi capaz de ultrapassar o prodígio italiano Lorenzo Musetti (120.º ATP) e acabou por ceder pelos parciais de 6-4 e 6-2.

Frente ao terceiro cabeça de série do qualifying, Frederico Silva entrou bem no jogo e foi inclusive o primeiro a ameaçar o break. O caldense abriu uma vantagem de 0-40 quando Musetti servia a 1-2, teve ainda um quarto break point nas vantagens, mas não conseguiu capitalizar. No jogo seguinte, o italiano foi bem mais eficaz e aproveitou o único break point que teve em todo o primeiro parcial para marcar a diferença. O número três nacional ainda veio a ter mais dois break points quando o transalpino serviu a 5-4 para fechar o set, mas voltou a não aproveitar e acabou por ver Musetti adiantar-se no marcador.

Na segunda partida, Frederico Silva voltou a ser o primeiro a dispor de break points, mas não conseguiu aproveitar a oportunidade que surgiu logo no primeiro jogo de serviço de Musetti. O caldense confirmou o jogo de serviço seguinte e adiantou-se por 2-1, mas não voltou ao marcador depois disso. Sempre muito eficaz em todas as oportunidades, Musetti aproveitou um break point para fazer o 3-2 e conseguiu uma segunda quebra de serviço que o deixou a servir a 5-2 para fechar o encontro. Ao segundo match point, o jovem italiano – que converteu três dos quatro break points que teve – fechou a partida.

Com o afastamento de Frederico Silva, tudo indica que a participação portuguesa em Acapulco chega também ao fim, já que João Sousa já tinha sido afastado na segunda ronda da fase de qualificação. O caldense ainda pode chegar ao quadro principal como lucky loser, mas só no caso de existirem múltiplas desistências esta terça-feira. Para já, Frederico Silva tem a possibilidade de subir mais um lugar no ranking – troca direta com Filip Horansky – e assumir um novo máximo de carreira. Nesta altura, o caldense é o virtual 173.º classificado da hierarquia mundial.

Total
2
Shares
Total
2
Share