Garin cede primeiro set da semana mas ergue troféu em Santiago

Antes do arranque do ATP 250 de Santiago, Cristian Garin ainda não tinha ganho qualquer encontro na temporada de 2021. Agora, o tenista chileno não só já somou vitórias, como conseguiu o primeiro troféu da temporada. Este domingo, Garin derrotou Facundo Bagnis por 6-4, 6-7(3) e 7-5 e garantiu o quinto título da carreira.

A maior velocidade de Garin foi notória no primeiro set, com Bagnis a tentar ao máximo prolongar os pontos. O tenista de 31 anos, que fez a estreia em finais no circuito principal, jogou de forma sólida durante todo o parcial, mas teve um jogo de serviço menos conseguido na pior altura e o chileno aproveitou para se adiantar no marcador.

Garin iniciou o segundo set ao ataque e conseguiu o break para se adiantar por 2-1, mas sofreu de imediato o contra break e tudo permaneceu igual. À medida que o parcial foi avançando, Bagnis foi capaz de assumir o controlo e ditar o ritmo dos pontos. O tenista argentino aventurou-se também na rede, com um maior número de subidas, e foi recompensado por isso, ao vencer o parcial no tiebreak para forçar uma terceira partida.

De repente, Bagnis encontrou o ritmo ideal para acompanhar o nível de Garin e os dois batalharam de forma equilibrada na terceira partida. O número 22 mundial quebrou primeiro o serviço a Bagnis para chegar ao 4-2, mas a história do segundo set repetiu-se e o argentino devolveu a gentileza logo a seguir. Quando serviu a 5-5, Garin enfrentou dificuldades e teve de eliminar dois break points para se manter na frente do marcador. Bagnis, contudo, não conseguiu fazer o mesmo quando servia para forçar o tiebreak e as pancadas de fundo do court do chileno surtiram os efeitos desejados, com Garin a converter o segundo match point de que dispôs.

Com um registo de 5-1 em finais ATP, Cristian Garin tornou-se no primeiro chileno a vencer um torneio no seu país natal desde Fernando González, que triunfou em Viña del Mar na época de 2009. O triunfo vai fazer Cristian Garin subir ao 20.º lugar do ranking – a dois do máximo de carreira – e Facundo Bagnis, por sua vez, vai subir 14 posições e assumir o 104.º lugar.

Total
1
Shares
Total
1
Share