Diego Schwartzman conquista, por fim, o primeiro título em casa

Fosse qual fosse o desfecho, o público argentino já sabia que, 13 anos depois, Buenos Aires iria coroar um campeão da casa. Diego Schwartzman e Francisco Cerúndolo disputaram o troféu entre si este domingo e a vitória acabou por sorrir ao melhor cotado, pelos parciais de 6-1 e 6-2. À terceira tentativa, Schwartzman conseguiu finalmente o primeiro título no seu país natal.

Vice-campeão da prova em 2019, Schwartzman entrou determinado em assegurar que desta vez o título era seu. Do outro lado, Cerúndolo pagou a fatura de ter jogado cinco encontros em três sets durante a semana e desde os primeiros instantes que a fadiga do jovem se notou. Poderoso a partir do fundo do court, Schwartzman testou as águas desde cedo e logo percebeu que o adversário iria ter dificuldades para o acompanhar.

Por isso, o número nove mundial controlou desde o primeiro minuto e nunca esteve em situação desconfortável, mesmo tendo cedido o serviço por uma vez no segundo set. A primeira partida foi resolvida facilmente por Diego Schwartzman, que chegou a dispor de três break points no jogo em que Cerúndolo evitou o “pneu”. Na segunda partida, o jovem de 22 anos ainda quebrou o serviço ao primeiro cabeça de série por uma vez, mas não conseguiu acompanhar a maior frescura física de Schwartzman, que fugiu novamente no marcador e fechou o encontro em uma hora e 21 minutos.

Diego Schwartzman, que vai manter o nono lugar no ranking ATP, possui agora um registo de 4-7 em finais. O tenista argentino sagra-se campeão de um evento ATP pela primeira vez desde que ergueu o troféu em Los Cabos, na temporada de 2019. Francisco Cerúndolo, por sua vez, sai de Buenos Aires com a primeira final da carreira a este nível e com uma entrada no top 100 cada vez mais próxima.

Total
1
Shares
Total
1
Share