Gonçalo Oliveira e João Domingues afastados em Santiago

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

Os portugueses Gonçalo Oliveira e João Domingues não tiveram o arranque desejado na competição de singulares no ATP 250 de Santiago, no Chile. Este sábado, ambos foram derrotados na primeira ronda da fase de qualificação e acabaram, portanto, eliminados.

Gonçalo Oliveira liderou por um break no primeiro set frente ao dinamarquês Holger Rune (406.º ATP), número um mundial no escalão de juniores, mas perdeu a vantagem e o parcial. O portuense ainda respondeu na segunda partida e empurrou o encontro para o terceiro set, mas não conseguiu manter o nível e foi derrotado em duas horas e 23 minutos, com os parciais de 7-6(3), 2-6 e 6-2.

Mais tarde, João Domingues também entrou em competição para medir forças com o argentino Nicolás Kicker, que continua a beneficiar de convites das organizações naquele que é o seu regresso ao circuito após uma suspensão por envolvimento em match fixing. O português, que defendia o estatuto de quarto cabeça de série no qualifying, recuperou de um break de atraso logo no arranque do encontro e deu uma boa réplica a Kicker. Contudo, não conseguiu aproveitar os dois break points que teve no oitavo jogo e logo a seguir acabou ele por ceder o serviço. O argentino avançou depois para a conquista do set e na segunda partida acabou por controlar praticamente de início a fim, tendo fechado o encontro com os parciais de 6-4 e 6-2, em 72 minutos.

Com o afastamento de ambos os portugueses que entraram hoje em prova, o contingente português na competição de singulares em solo chileno fica reduzido a João Sousa e Pedro Sousa. Os dois portugueses melhor colocados no ranking ATP vão ter entrada direta no quadro principal.

Total
2
Shares
Total
2
Share