João Sousa volta a perder e fica com o lugar no top 100 em risco

Ainda não foi desta: João Sousa não conseguiu ultrapassar o primeiro desafio e despediu-se do quadro principal de singulares do ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, um resultado que agrava ainda mais a luta pela permanência no top 100, a que pertence ininterruptamente desde julho de 2013. Agora, o português já não depende de si.

Na semana em que desceu ao 100.º lugar da hierarquia, o melhor tenista português da história tinha uma boa oportunidade de regressar às vitórias em quadros principais de singulares, mas voltou a acusar a falta de confiança e ritmo competitivo dos últimos meses e perdeu por 6-2 e 6-0 para Sumit Nagal, indiano que é o 150.º mundial.

Sem vencer em quadros principais de torneios ATP desde outubro de 2019, aproximadamente a mesma altura em que se lesionou com gravidade, João Sousa passa a depender de terceiros para continuar no top 100, ele que detém um dos melhores registos de semanas consecutivas entre a elite do ténis mundial.

Apesar da derrota em singulares, o vimaranense de 32 anos continuará em Buenos Aires para jogar o quadro de pares ao lado de Dominik Koepfer. Depois, seguirá viagem para Santiago, no Chile, onde acontece o último de três torneios ATP na América do Sul.

Notícia atualizada às 19h47, com a correção do ranking de Sumit Nagal (150.º e não 100.º, como publicado inicialmente).

Total
3
Shares
Total
3
Share