Juan Manuel Cerundolo atinge final em Córdoba na estreia no ATP Tour

Há uma semana, o jovem Juan Manuel Cerundolo, de 19 anos, nunca tinha jogado um encontro num quadro principal do ATP Tour. Este sábado, Cerundolo não só já tem encontros disputados ao mais alto nível, como garantiu o apuramento para a primeira final da carreira em eventos do circuito principal. O jovem argentino vai discutir o troféu no ATP 250 de Córdoba.

A jogar a um grande nível, o 335.º classificado da hierarquia mundial bateu o compatriota Federico Coria (95.º) na abertura da jornada, com os parciais de 6-4, 4-6 e 6-2. Ambos disputavam a primeira meia-final da carreira e Cerundolo pareceu sempre o tenista mais maduro em campo, ainda que Coria seja bem mais velho. O argentino causou muitos estragos com a sua direita de canhoto e conseguiu usar a velocidade de Coria contra si mesmo. Com 30 winners disparados, Cerundolo tornou-se no primeiro jogador a atingir uma final na estreia no ATP Tour desde o espanhol Santiago Ventura, que o conseguiu em Casablanca, em 2004. O jovem é ainda o mais novo tenista argentino a chegar a uma final do ATP Tour desde Jose Acasuso, que atingiu a final de Buenos Aires em 2001, com 18 anos. Nessa prova, Acasuso era treinado por… Alejandro Cerundolo, o pai de Juan Manuel.

Na grande final, o jovem sul-americano vai defrontar o espanhol Albert Ramos, que adicionou mais uma vítima da casa à sua lista esta semana. O número 47 mundial desembaraçou-se do perigoso Facundo Bagnis (130.º), com os parciais de 7-5, 5-7 e 6-3. O tenista espanhol chegou a dispor de três match points na segunda partida, quando liderava por 5-4, mas Bagnis deu a volta e ganhou uma nova vida com a vitória no segundo set. No entanto, Ramos recuperou o controlo da partida no parcial decisivo e confirmou a quarta vitória consecutiva sobre tenistas argentinos esta semana.

Se Cerundolo é estreante em finais, Albert Ramos vai disputar a nona grande decisão (tem um registo de 2-6) no principal circuito. As últimas finais em que Ramos esteve presente foram ambas em 2019, em Kitzbuhel e em Gstaad, onde de resto conquistou o último título. No que toca ao ranking, Juan Manuel Cerundolo tem já uma grande subida assegurada: na próxima atualização, sobe 116 posições e assume um novo máximo de carreira no 219.º lugar. Em caso de vitória na final, o argentino vai então estrear-se nos 200 primeiros do mundo. Já Albert Ramos, pode regressar ao top 40 mundial com a conquista do troféu.

Total
1
Shares
Total
1
Share