Frederico Silva derrotado em Nur-Sultan por sensação do Australian Open

A competir no circuito Challenger pela primeira vez em 2021, Frederico Silva (184.º ATP) foi, esta sexta-feira, travado nos quartos de final do quadro principal de singulares do Forte Challenger 100, em Nur-Sultan, um torneio dotado de 104 mil dólares em prémios monetários.

Na semana em que se tornou no terceiro melhor classificado português no ranking mundial, o jovem caldense de 25 anos lutou durante 2h24 com o norte-americano Mackenzie McDonald, mas perdeu por 6-4, 3-6 e 7-6(3).

Ex-top 60, o norte-americano causou furor no Australian Open, ao derrotar Marco Cecchinato, Borna Coric e Lloyd Harris rumo à quarta ronda, onde só foi travado pelo futuro finalista, Daniil Medvedev.

Neste encontro, que foi pautado pelo equilíbrio, Silva dispôs de duas oportunidades para quebrar McDonald ao 4-4 do terceiro set e colocar-se a servir para o encontro, mas o norte-americano conseguiu desenvencilhar-se e “segurar o forte” até ao tie-break, onde foi mais consistente.

Concluída a primeira semana em Nur-Sultan, Frederico Silva vai manter-se na capital do Cazaquistão, onde na próxima semana se joga mais um torneio do circuito Challenger.

Total
6
Shares
Total
6
Share