Depois de um mau dia, Thiem lamenta: “Não sou um robô”

Dominic Thiem viveu um dia para esquecer e acabou eliminado na quarta ronda do Australian Open. Um ano depois de atingir a final, o austríaco (que entretanto venceu o US Open) esteve muito aquém da forma que tem vindo a apresentar e em conferência de imprensa não escondeu a desilusão depois de “um péssimo dia” no court.

“Foi uma combinação de algumas coisas: pequenos problemas físicos, um dia mesmo muito mau e o facto de ter defrontado um jogador muito bom”, começou por responder o número três mundial quando chamado a comentar o sucedido no encontro com Grigor Dimitrov, que perdeu por 6-4, 6-4 e 6-0.

Sem querer abordar os problemas físicos que o perturbaram “para não arranjar desculpas”, Thiem não escondeu toda a sua frustração. “Não sou um robô, mas às vezes gostava de ser. Há dias que são muito, muito mais e se não estás a 100% para um encontro deste nível então resultados como este podem surgir e foi isso que aconteceu hoje.”

Atualmente com 27 anos, o melhor tenista austríaco da atualidade caiu, este domingo, antes dos quartos de final de um torneio do Grand Slam pela primeira vez desde o segundo semestre de 2019, em que foi derrotado de forma consecutiva nas primeiras rondas de Roland-Garros e Wimbledon.

Total
2
Shares
Total
2
Share