Fognini salva match point e vence duelo italiano dramático que terminou em discussão

O Australian Open continua a aquecer e que o digam os italianos: esta quinta-feira, Fabio Fognini derrotou Salvatore Caruso num encontro terminou com ténis ao mais alto nível e uma discussão nada amigável entre os dois compatriotas, que acabaram por ser separados pelo árbitro de cadeira.

Claro favorito à vitória, Fognini não se conseguiu exibir ao nível que lhe permitiu somar vitórias sobre Benoit Paire e Pablo Carreño Busta na ATP Cup e só a esforço foi dando réplica e adiando o que a dada altura pareceu inevitável, até que o encontro atingiu o limite e os dois jogadores decidiram tudo no match tie-break (no Australian Open, ao 6-6 do quinto set joga-se um tie-break até aos 10 pontos).

Foi nessa reta final do encontro que os dois tenistas italianos jogaram o seu melhor ténis, com todos os pontos a valerem a pena e ganharem contornos dramáticos, quer por causa de dúvidas relacionadas com o sistema eletrónico de arbitragem, quer pela qualidade — e precisão — das pancadas disparadas de parte a parte em momentos críticos. Fognini foi o primeiro a ter match points (dois), mas não os conseguiu aproveitar e logo a seguir chegou a vez de Caruso, que sofreu do mesmo mal. E se à terceira voltou a falhar, à quarta o número 17 do mundo já não deu hipóteses e resolveu a questão com um potente serviço, que lhe permitiu vencer por 4-6, 6-2, 2-6, 6-3 e 7-6(14-12).

E foi com o final do encontro que chegou a discussão: logo no cumprimento à rede, os dois tenistas transalpinos entraram numa troca de argumentos que só terminou quando o árbitro de cadeira os separou. Mas o mal já estava feito e a tradução foi rápida a chegar por intermédio das redes sociais: Caruso ficou surpreendido por ter ouvido por várias vezes de Fognini que estava a ter sorte em determinados momentos do encontro. A discussão intensificou-se durante alguns instantes, mas por razões óbvias excluímo-nos de continuar a tradução.

Na terceira ronda, Fabio Fognini vai defrontar o favorito do público Alex de Minaur (23.º), que derrotou o uruguaio Pablo Cuevas por 6-3, 6-3 e 7-5.

Total
3
Shares
Total
3
Share