Halep nega noite de sonho a figura da casa e mantém-se na luta pelo título

Simona Halep esteve frente a frente com a derrota, mas conseguiu fintar in extremis a despedida do Australian Open e com uma vitória em três sets manteve-se na luta por um dos dois títulos que lhe faltam em torneios do Grand Slam.

A australiana-nascida-croata Ajla Tomljanovic esteve perto de maravilhar o público da sessão noturna na Margaret Court Arena com um resultado inesquecível, mas no final foi a número dois mundial quem agarrou a vitória, ao alinhar cinco jogos consecutivos para vencer por 4-6, 6-4 e 7-5.

Dona de uma carreira fustigada por lesões, Tomljanovic tem sido prejudicada por altos e baixos constantes que a impedem de dar continuidade aos bons resultados sempre que os alcança. Mas entrou nesta semana livre de problemas e determinada em dar a volta à maré de azar que vive desde cedo, ficando muito perto de o conseguir.

Com um ténis estratosférico durante grande parte do duelo, a tenista de 27 anos (que é a 72.ª do ranking, mas chegou a ser 39.ª há menos de anos) não olhou a favoritismos e não se deixou afetar pela maior experiência da adversária, mas tremeu no momento em que não o podia fazer — a hora de selar a vitória — e acabou traída pelas emoções.

Depois de perder o serviço ao 5-3, Tomljanovic deixou de conseguir causar dificuldades à romena e foi só ao 5-5 que voltou a apresentar o ténis que a fez chegar a uma fase tão adiantada do marcador, mas ainda assim foi insuficiente para forçar o tie-break e minutos depois a australiana viu desfeitas as suas hipóteses de vitória.

Finalista em 2018, Halep deu mais um passo na direção de uma nova final no Australian Open e marcou encontro na terceira ronda com a russa Veronika Kudermetova, número 36 do mundo e 32.ª cabeça de série.

Total
3
Shares
Total
3
Share