Gastão Elias chega à primeira final do ano com mais uma vitória autoritária

Beatriz Ruivo/FPT

63 minutos bastaram para que Gastão Elias (418.º ATP) somasse a quarta vitória da semana e garantisse o apuramento para a primeira final do ano, logo no primeiro torneio — o ITF de 25.000 dólares na academia do ex-número um mundial Juan Carlos Ferrero, em Vilhena, Espanha.

O jogador português de 30 anos venceu o norte-americano Jenson Brooksby (314.º e quarto cabeça de série) por 6-0 e 6-2, num encontro que só por um ponto não ficou decidido com dois “pneus”.

Como o resultado indica, o encontro foi de sentido único: Elias esteve irrepreensível do início ao fim, mostrando-se confortável em disparar winners de qualquer parte do campo, enquanto o adversário não esteve à altura do desafio e não conseguiu dar luta.

A final alcançada em Vilhena será a terceira de Gastão Elias desde que em setembro regressou ao circuito ITF pela primeira vez em nove anos. Logo no primeiro torneio, em Sintra (15.000 dólares), sagrou-se vice-campeão ao perder com Nuno Borges e duas semanas depois conseguiu a desforra no Porto, um torneio de 25.000 dólares.

A separá-lo do sexto título de singulares da carreira em torneios da Federação Internacional de Ténis, o ex-número 57 ATP terá o vencedor de uma meia-final entre dois jogadores muito promissores da nova geração: o dinamarquês Holger Rune (atual número um mundial de juniores que já é o 428.º ATP) e o norte-americano Emilio Nava (670.º ATP, que enquanto júnior chegou ao quinto posto do ranking).

Total
3
Shares
Total
3
Share