Foi há 20 anos: Roger Federer conquistou o primeiro título ATP em Milão

4 de fevereiro de 2001. Há exatamente 20 anos, um rapaz suíço com rabo de cavalo escreveu o primeiro pedaço de história em Milão. Itália. Neste dia, em 2001, Roger Federer conquistou o primeiro título da carreira no circuito ATP.

Então com 19 anos, Federer já tinha brilhado no circuito júnior (conquistou o torneio de Wimbledon e foi finalista do US Open em 1998, acabando o ano como número um), mas precisou de um par de anos para jogar as primeiras finais no circuito ATP: a primeira aconteceu em fevereiro de 2000 (perdeu para o compatriota Marc Rosset em Marselha) e a segunda em outubro (depois de cinco longos e épicos sets, caiu para o lado de Thomas Enqvist).

Até que, a 4 de fevereiro de 2001, à terceira foi de vez: frente ao francês Julien Boutter (67.º), Roger Federer venceu por 6-4, 6-7(7) e 6-4 para conquistar o tão desejado primeiro título. Depois precisou de esperar mais um ano para aumentar o palmarés em Sydney (pelo meio perdeu as finais de Roterdão e Basileia), mas foi ainda em 2001 que se lançou definitivamente para a ribalta, ao derrotar o heptacampeão Pete Sampras na quarta ronda do torneio de Wimbledon.

O resto é história: o rapaz suíço de rabo de cavalo tornou-se num dos melhores desportistas da história e, para muitos, no melhor tenista de todos os tempos. A Milão 2001 juntaram-se, entretanto, dezenas de títulos que fazem de Roger Federer o segundo maior titulado da história do ténis masculino no que à variante de singulares diz respeito: são já 103 troféus de campeão, só atrás dos 109 que o norte-americano Jimmy Connors ergueu.

Total
3
Shares
Total
3
Share