Nadal faltou à chamada por precaução, mas não abandonou a Espanha rumo à vitória

Problemas nas costas tiraram Rafael Nadal do primeiro e tão aguardado encontro da temporada, frente a Alex de Minaur, mas nem por isso o número dois do mundo deixou de ser parte determinante da equipa espanhola que esta terça-feira entrou a ganhar na ATP Cup, frente à anfitriã Austrália.

Se optou por ficar de fora do encontro por precaução, faltar à chamada não foi uma opção para Rafael Nadal, que desde os primeiros instantes esteve sentado no banco da equipa. Foi de lá que, do primeiro ao último ponto, o maiorquino de 34 anos deu nas vistas pelas suas reações durante os encontros dos compatriotas Pablo Carreño Busta e Roberto Batista Agut, mas também pelas indicações que, bem ao seu estilo, se preocupou em dar nos momentos mais determinantes.

Contas feitas, a ausência do melhor tenista da história do país não magoou as contas da campeã em título da Taça Davis e finalista da ATP Cup, que venceu a Austrália por 2-0 (à hora de publicação deste artigo ainda se jogava o encontro de pares, que pode ser importante para as contas finais) e terminou o dia no primeiro lugar do Grupo B.

O próximo encontro da seleção espanhola é com a Grécia, na quinta-feira, mas antes Stefanos Tsitsipas & companhia têm encontro marcado com a Austrália na sessão noturna de quarta-feira.

No outro encontro da sessão diurna, a Rússia contou com Andrey Rublev e Daniil Medvedev para derrotar a Argentina (liderada por Diego Schwartzman e Guido Pella), enquanto na sessão noturna as vencedoras foram a Sérvia e a Itália.

Total
1
Shares
Total
1
Share