Thiem viaja para a Austrália sem Massú, que testou positivo à Covid-19

O austríaco Dominic Thiem, campeão em título do US Open, não vai poder contar com o treinador, Nicolas Massú, no Australian Open. No arranque da nova temporada, o tenista de 27 anos vai ter de ser orientado pelo pai, Wolfgang.

Tudo isto acontece porque Nicolas Massú, que treina Thiem desde 2019, testou positivo à Covid-19 e por essa razão não pode viajar para a Austrália, onde o tenista austríaco vai procurar atingir novamente a final (na temporada passada foi vice-campeão). “Espero que o Nicolas se possa juntar a nós o mais rápido possível”, afirmou Wolfgang Thiem, em declarações à agência APA.

Esta quarta-feira, e sem Massú, Dominic Thiem e o pai embarcaram para Melbourne, onde terão de realizar a quarentena obrigatória antes do arranque do primeiro Grand Slam da temporada. Com o clã Thiem viajou também Dennis Novak, parceiro de treinos do número três mundial.

Total
1
Shares
Total
1
Share