Melhores do mundo “desviados” de Melbourne para Adelaide (com um extra)

Ao longo dos últimos dias têm sido várias as mudanças de planos forçadas pelas restrições das autoridades locais e esta quinta-feira foi conhecida mais uma: os melhores tenistas do mundo terão de fazer a quarentena de 15 dias em Adelaide e não em Melbourne, onde estarão os restantes jogadores.

Craig Tiley, diretor do Australian Open, confirmou ao Tennis Channel que os três melhores jogadores de cada circuito farão parte do grupo de “cerca de 50 pessoas que farão quarentena em Adelaide, porque já estávamos a chegar ao limite de pessoas que temos autorização para colocar em quarentena em Melbourne”.

A solução foi encontrada depois de muitas conversações (e negociações) com localidades australianas e chega com um extra: porque “não teria nada a ganhar em sujeitar a população ao risco inerente se depois seguissem logo para Melbourne”, a cidade de Adelaide será palco de uma exibição entre Novak Djokovic, Rafael Nadal, Dominic Thiem, Ashleigh Barty, Simona Halep e Naomi Osaka nos dias 29 e 30 de janeiro.

Depois, os seis jogadores e respetivas comitivas serão levados num voo privado para a cidade de Melbourne, onde a partir de dia 31 de janeiro se jogam os primeiros torneios do ano em solo australiano.

Total
1
Shares
Total
1
Share