Dayana Yastremska falha controlo anti-doping e é suspensa provisoriamente

É a notícia do dia esta quinta-feira: Dayana Yastremska foi suspensa provisoriamente por ter falhado um controlo anti-doping. O teste positivo da tenista ucraniana deu-se numa altura em que a temporada de 2020 já tinha terminado, mais concretamente no dia 24 de novembro.

De acordo com a informação divulgada pela ITF, a substância proibida para a qual Yastremska testou positivo chama-se metabólito de mesterolona, uma espécie de esteróide anabolizante cujo uso não é recomendado para mulheres. O comunicado indica ainda que a tenista ucraniana pode recorrer da decisão mas, até à data, não o fez. A suspensão é válida a partir desta quinta-feira mas ainda não tem um período de duração estipulado, uma vez que a suspensão está pendente da acusação que será determinada numa audiência do programa anti-doping.

Nas redes sociais, Dayana Yastremska já reagiu ao sucedido. A ucraniana revela ter sido notificada “há alguns dias” pela ITF e afirma estar inocente. “Declaro firmemente que nunca usei nenhuma substância proibida que aumente o rendimento”, pode ler-se na nota. “Estou em choque, particularmente devido ao facto de, duas semanas antes deste teste, ter testado negativo no torneio em Linz. Depois deste último torneio do ano, parei de treinar para descansar para a nova temporada”, acrescenta Yastremska.

A tenista de 20 anos revela ainda que recebeu “conselho científico” de que “o resultado é coincidente com algum tipo de contaminação”, devido ao facto dos valores encontrados na sua urina serem muito baixos. A terminar, Yastremska diz não pode partilhar muito mais por agora e que está a trabalhar com a sua equipa para resolver a situação.

Última atualização às 15h29.

Total
2
Shares
Total
2
Share