Qualifying feminino no Australian Open pode vir a ter público

A fase de qualificação feminina do Australian Open, que vai realizar-se no Dubai, deverá ter público. De acordo com Salah Tahlak, diretor do Dubai Tennis Championships, torneio anual que se realiza na região, a organização está a apontar para que 40% da lotação do recinto possa ser ocupada por adeptos.

Tahlak, que faz também parte da equipa responsável por organizar o qualifying feminino do Australian Open no Dubai Duty Free Tennis Stadium, assegurou à comunicação social que o trabalho está a ser feito com o intuito de que os fãs possam ser recebidos nos quatro dias de prova. Esta medida, de resto, aplica-se também ao torneio da categoria WTA 500 que se vai realizar na região.

«Pela primeira vez na história, Abu Dhabi vai receber um torneio WTA 500 e isto vai ser um grande passo para o ténis, não só nos Emirados Árabes Unidos mas em toda a região», começou por dizer Tahlak, em declarações à Gulf News.

O dirigente está confiante de que os dois torneios realizados naquela região vão originar um «arranque positivo para 2021» e revelou que as autoridades estão a trabalhar no sentido de permitirem a ocupação de pelo menos 40% do recinto. «Neste momento, o Conselho de Desporto do Dubai (DSC) e o Comité Supremo de Gestão de Crises e Desastres têm trabalhado em parceria com o Dubai e Abu Dhabi para permitirem pelo menos 40% da lotação em ambos os torneios», afirmou.

O Dubai vai receber a fase de qualificação feminina entre 10 e 13 de janeiro, ao passo que o circuito masculino vai jogar essa mesma fase em Doha. No fim dos qualifyings, todos viajam para Melbourne para iniciar a quarentena obrigatória de duas semanas antes do arranque do primeiro Grand Slam da temporada.

Total
2
Shares
Total
2
Share