Circuito feminino começa em Abu Dhabi e aposta em grande nos novos WTA 500

A WTA anunciou, na manhã deste sábado, o calendário para as primeiras sete semanas da nova temporada, dias depois da ATP ter feito o mesmo para o circuito masculino.

Tal como já tinha sido anunciado, o calendário feminino tem início marcado para a semana de 5 de janeiro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, com um WTA 500 — ao contrário do que acontece na ATP, na WTA as novas nomenclaturas dos torneios servem apenas para facilitar a comunicação das categorias, pelo que o número de pontos não será totalmente correspondente.

Depois de Abu Dhabi, o circuito segue para o Dubai, onde a 10 de janeiro se jogará o qualifying do Australian Open (o qualifying masculino será em Doha).

As jogadoras que garantirem o apuramento, bem como as que já têm participação confirmada, terão de chegar a Melbourne entre 15 e 16 de janeiro para cumprirem uma quarentena obrigatória de 15 dias, pelo que durante duas semanas não haverá competição: depois, a 1 de fevereiro, jogam-se dois WTA 500 em Melbourne, a mesma cidade onde, uma semana depois, arranca o Australian Open.

Se na primeira semana o “Happy Slam” não terá companhia, na segunda será realizado ao mesmo tempo que um WTA 250, que dará oportunidade de competir às jogadoras que tenham sido eliminadas nas primeiras rondas do Australian Open.

Devido à situação pandémica, as edições de 2021 dos WTA 250 de Auckland (Nova Zelândia) e Shenzhen (China) não serão realizadas, mas a WTA confirmou que os torneios voltarão ao calendário em 2022.

Total
2
Shares
Total
2
Share