Pedro Sousa conquista o Maia Open e iguala recorde de títulos portugueses em Challengers

Beatriz Ruivo/FPT

MAIA — Pedro Sousa conquistou, este domingo, o primeiro título Challenger da época e oitavo da carreira, ao erguer o tão desejado troféu no Maia Open, torneio organizado pela Federação Portuguesa de Ténis com o apoio da Câmara Municipal da Maia.

Segundo cabeça de série, o número dois português e 113 ATP venceu uma final ibérica frente ao espanhol Carlos Taberner (152.º), por 6-0, 5-7 e 6-2, para fechar a época de 2020 com um título.

No último dia da última semana da época, Pedro Sousa deixou evidente a boa forma que atravessa e entrou com tudo na final: com um ténis praticamente livre de erros, somou jogos atrás de jogos para se colocar a vencer por 6-0, um resultado que espelhou o domínio verificado na primeira parte do encontro.

Um dia depois de ter ganho uma meia-final de três horas, Carlos Taberner ainda encontrou forças para reagir e, com muita luta, surgiu o nível e atrasou a vitória do português. A persistência do tenista espanhol foi recompensada com a vitória no segundo set e esteve perto de surtir novo efeito ao quinto jogo do último parcial, no qual teve dois pontos de break, mas tal como nos dias anteriores o jogador do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis tinha reservado para os momentos de maior aperto algum do seu melhor ténis e a partir daí retomou o controlo do encontro.

Com a conquista deste domingo, Pedro Sousa colocou um ponto final no registo de quatro finais perdidas de forma consecutiva (uma delas no ATP 250 de Buenos Aires, em fevereiro) e igualou o registo do seu treinador, Rui Machado, até aqui líder isolado no que em títulos de jogadores portugueses no ATP Challenger Tour diz respeito, com oito.

Portugueses com títulos no ATP Challenger Tour:

8 – PEDRO SOUSA (8-8 em finais), Rui Machado (8-2)
7 – Gastão Elias (7-10)
6 – Fred Gil (6-1)
5 – João Sousa (5-2), Nuno Marques (5-3)
3 – João Cunha e Silva (3-9)
2 – João Domingues (2-1)
1 – Emanuel Couto (1-1)
0 – Leonardo Tavares (0-2), Frederico Silva (0-1)

Total
41
Shares
Total
41
Share