João Domingues também cede no Maia Open

Beatriz Ruivo/FPT

Tal como Gonçalo Oliveira e Nuno Borges na segunda-feira, João Domingues perdeu na primeira ronda do Maia Open. Num duelo equilibrado, prevaleceu Carlos Taberner por 6-3 e 6-2 em 1h08.

Uma das grandes incógnitas no contingente português era perceber o estado em que se encontrava João Domingues e o seu pulso esquerdo. As notícias pareceram animadoras nesse parâmetro mas a sorte no sorteio foi madrasta e o adversário na ronda inaugural foi dos mais complicados possíveis. Carlos Taberner é, actualmente, o 152 do ranking mundial e conta já com um título Challenger no currículo nesta temporada, já depois do recomeço do circuito.

Anteriormente com duas derrotas frente ao espanhol de 23 anos, uma das quais este ano no qualifying do ATP de Córdoba, Domingues sofreu um break no quarto jogo do primeiro set, selado num passing shot, que decidiu o parcial. Taberner serviu a grande nível, colocando 70% de primeiros serviços, ganhando 88% desses pontos (apenas dois cedidos)

Mesmo que os números indiquem maior desequilibro, o último set começou até favorável ao português, adiantando-se logo para 2-0. Mas o espanhol elevou a intensidade e a profundidade com seis jogos consecutivos, encontrando sempre soluções para as investidas do número três nacional, semifinalista na edição transacta.

Com as derrotas de João Domingues, Gonçalo Oliveira e Nuno Borges, a armada lusa fica entregue a Pedro Sousa, Gastão Elias e Frederico Silva. Sousa e Elias ainda entram no court central nesta terça-feira.

Total
4
Shares
Total
4
Share