Pedro Sousa sobrevive em dia menos bom em Guaiaquil

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

O português Pedro Sousa está apurado para os quartos de final do Challenger de Guaiaquil, no Equador. Esta quinta-feira, o lisboeta derrotou o checo Vit Kopriva (303.º ATP) com os parciais de 1-6, 6-3 e 6-4, num encontro em que o número dois nacional esteve longe do seu melhor e teve de batalhar muito para sair vencedor.

O primeiro set mostrou desde cedo que o encontro não ia ser fácil para Pedro Sousa. O tenista português andou sempre atrás do prejuízo, revelou pouca paciência e más decisões em relação às pancadas a executar e, em apenas 25 minutos, viu Kopriva adiantar-se no marcador.

A reação do número 112 mundial, porém, não podia ter sido melhor. Com uma subida de rendimento, Pedro Sousa colocou em prática algum do seu melhor ténis e adiantou-se rapidamente por 5-1 na segunda partida. A servir para fechar o parcial, o lisboeta cedeu o serviço e voltou a revelar dificuldades nos momentos seguintes. Kopriva chegou a ter um break point para recuperar o segundo break de atraso, mas Sousa conseguiu evitar o descalabro e confirmou a vitória no parcial.

O terceiro set começou com troca de breaks durante os primeiros quatro jogos. Depois disso, Kopriva esteve sempre mais perigoso e teve mais quatro chances para conseguir um terceiro break. Nessas alturas, Pedro Sousa conseguiu sempre sair por cima e, por entre altos e baixos, conseguiu mesmo quebrar o serviço de Kopriva e colocar-se a servir a 5-4 para a conquista do encontro. Uma hora e 50 minutos depois do início da partida, Sousa capitalizou no primeiro match point e confirmou a vitória.

Com uma vitória muito difícil e onde a exibição não foi das mais brilhantes, Pedro Sousa garantiu um lugar nos quartos de final do torneio sul-americano. O adversário do tenista de 32 anos será Roberto Carballes Baena, número 103 mundial e segundo cabeça de série em Guaiaquil, que venceu Renzo Olivo (217.º) por 6-4 e 6-4.

Total
1
Shares
Total
1
Share