Streaming foi fundamental para Kacper Zuk estudar e derrotar Nuno Borges

VALE DO LOBO — Uma semana depois de ter chegado a Portugal como campeão do ITF de 25 mil dólares de Hamburgo, Kacper Zuk vai regressar à Polónia com um segundo troféu, na sequência da vitória sobre Nuno Borges na final do Vale do Lobo Open.

O polaco agarrou-se com unhas e dentes ao estatuto de segundo cabeça de série e derrotou o tenista português na final deste domingo, para a qual se preparou com as típicas ferramentas do século XXI: “Falei com um amigo meu que esteve no college com ele e que me disse muitas coisas e também assisti a vários jogos dele na internet, por isso sabia exatamente o que esperar”, contou ao Raquetc após a final, em que converteu dois dos três pontos de break e salvou os três que enfrentou.

Em 2020 a estratégia já não é inovadora, mas ao nível ITF ainda não são muitas as vezes em que tal é possível. No entanto, entre os quatro anos que Nuno Borges passou na Mississippi State University (onde chegou a número um e se tornou num dos melhores tenistas da história do prestigiado circuito universitário norte-americano), num país que promove o circuito dos estudantes como se de torneios profissionais se tratassem, e a extensa cobertura das provas internacionais que acontecem em Portugal, Zuk conseguiu reunir condições para estudar um adversário que nunca tinha tido pela frente… Até à véspera, quando aqueceram juntos antes dos respetivos encontros das meias-finais.

“Tentei ser muito sólido no início e não lhe dar pontos fáceis, porque era uma final, há sempre pressão e o começo do encontro é muito importante. Felizmente consegui segurar o meu serviço com facilidade e tive algumas hipóteses na resposta. Estou muito, muito feliz e orgulhoso pela forma como joguei hoje e com estas duas semanas”, acrescentou o polaco, que já tinha passado pelo nosso país há uma quinzena, acabando travado na ronda de acesso ao quadro principal do Lisboa Belém Open, o Challenger do CIF.

“Portugal é incrível e espero que consiga conquistar mais títulos aqui”, concluiu Kacper Zuk, que depois de dez vitórias, dois títulos e 40 pontos conquistados em duas semanas regressará a casa ainda este domingo para uma semana de repouso e treinos antes de abordar a última competição do ano, um torneio Challenger em Bratislava.

Total
3
Shares
Total
3
Share